• Início
  • |
  • Blog
  • |
  • Agricultor processa a VW por causa da mudança climática; Tribunal alemão tem dúvidas

21 de julho de 2022

Agricultor processa a VW por causa da mudança climática; Tribunal alemão tem dúvidas

0
(0)

BERLIM - Um tribunal na Alemanha questionou nesta sexta-feira as alegações de um fazendeiro alemão de que a montadora Volkswagen é parcialmente responsável pelo impacto que o aquecimento global está causando nos negócios de sua família.

O demandante, Ulf Allhoff-Cramer, alega que solo mais seco e chuvas mais fortes devido às mudanças climáticas estão prejudicando seus campos, gado e florestas comerciais.

"Os agricultores já estão sendo atingidos com mais força e rapidez pelas mudanças climáticas do que o esperado", disse ele a repórteres nesta semana, alegando que a VW como a segunda maior montadora do mundo contribuiu para os danos.

Mas durante a primeira audiência, um tribunal regional na cidade ocidental de Detmold pediu ao autor e seus advogados que fornecessem mais detalhes para respaldar seus argumentos legais, informou a agência de notícias alemã dpa.

O juiz presidente também pediu esclarecimentos sobre se o demandante já sofreu danos relacionados ao clima ou está apenas esperando por eles. Ele marcou a próxima audiência para 9 de setembro.

O caso é apoiado pelo grupo ambientalista Greenpeace, que apoiou esforços legais semelhantes na Alemanha para responsabilizar empresas e o governo pelas mudanças climáticas.

Esses casos tiveram sucesso misto. Alguns foram demitidos, enquanto um chegou ao tribunal superior da Alemanha, que no ano passado ordenou que o governo intensifique seus esforços para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Em sua reclamação, Allhoff-Cramer está pedindo que a VW encerre sua produção de veículos com motor de combustão até 2030. As montadoras alemãs rejeitaram uma demanda semelhante de grupos ambientalistas no ano passado.

A Volkswagen disse em comunicado que pretende reduzir suas emissões “tão rápido quanto o negócio permitir”, mas estabeleceu um prazo de 2050 para reduzir as emissões de dióxido de carbono para zero líquido.

“A Volkswagen defende a proteção climática e a rápida descarbonização do setor de transporte, mas não pode enfrentar esse desafio sozinha”, disse a empresa, acrescentando que a transformação também depende de regulamentação governamental, desenvolvimento tecnológico e comportamento do comprador.

A empresa disse que os legisladores devem decidir sobre as medidas de mudança climática.

“Disputas em tribunais civis por meio de ações judiciais contra empresas individuais apontadas para esse fim, por outro lado, não são o lugar nem o meio para fazer justiça a essa tarefa responsável”, disse a VW. “Vamos defender essa posição e pedir o arquivamento do processo.”

Em 2015, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA pegou a Volkswagen usando um software que permitia que os carros a diesel passassem nos testes de emissões e, em seguida, desativavam os controles de poluição durante a condução normal. A empresa pediu desculpas e pagou dezenas de bilhões de dólares em multas, custos de recall e indenizações aos proprietários de carros.

___

Acompanhe a cobertura climática da AP em http://apnews.com/hub/climate

Quão útil foi esta postagem?

Clique em uma estrela para avaliá-la!

Classificação média 0 / 5. Contagem de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.

Artigos relacionados

Equipe editorial


{"email": "Endereço de email inválido", "url": "Endereço do site inválido", "obrigatório": "Campo obrigatório ausente"}